Curitiba/PR - Brasil
+55 41 4102-9231

Sofá Mole 1957/2005 cor preta

CÓD.: 10501 - REF.: SA10501

Sofá Mole de Sergio Rodrigues em Miniatura, feita em madeira maciça de imbuia e couro natural na escala 1 para 6.

Dimensões: 27,5 x 19 x 14 cm

Peso 500 gramas

 



Por R$ 1.083,50



Produtos Relacionados

DESCRIÇÃO

Descrição do produto Sofá Mole 1957/2005 cor preta

Sofá Mole de Sergio Rodrigues em Miniatura 1957/2005

A poltrona Mole é a obra mais conhecida de Sergio Rodrigues.
Obteve o primeiro prêmio no Concorso Internacionale Del Mobile, 1961, na cidade de Cantu, Itália.
Em 1975 foi considerada um dos trinta assentos mais importantes do século XX pelo crítico norte-americano Clement Meadmore.
Hoje faz parte da coleção permanente do MOMA (Museum of Modern Art ) de Nova Iorque.
Um dos aspectos que se destaca vivamente nesse projeto foi a tentativa do designer de ir ao encontro dos novos hábitos de sentar que então emergiram, principalmente certa informalidade muito peculiar do comportamento carioca, que Sergio soube tão bem captar e expressar em seu móvel.
"Ah, a poltrona Mole! Quem nunca se sentou numa não sabe o que é...; perdão, na poltrona Mole não se senta, refestela-se, repimpa-se, repoltreia-se. É um regaço de jacarandá, tiras de couro e almofadas, que entrou para a estória do mobiliário brasileiro na mesma época, e com a mesma força expressiva, da Bossa Nova. Como também fez sucesso no exterior, com o nome de Sheriff Chair, as comparações com garota de Ipanema e Brasília foram inevitáveis. Um dos emblemas do fastígio cultural que o Brasil viveu nos anos JK - quando vencemos duas Copas do Mundo e inventamos um samba diferente, a revista Senhor e o Cinema Novo - a poltrona Mole foi a resposta que tínhamos para dar à tirania da Bauhaus. Uma Garrincha de quatro pernas, driblando o racionalismo teutônico." (Sergio Augusto)


Miniature of Mole sofa by Sergio Rodrigues from 1957/2005

The Mole chair is Sergio Rodrigues's most known work.
It received its first prize at the Concorso Internationale del Mobile, in 1961, in the City of Cantu, Italy.
In 1975 it was considered as one of the thirty most important seats from the XX Century, by North American critic Clement Meadmore.
Today it is part of the permanent collection of MOMA (Museum of Modern Art), in New York City.
One of the aspects that can be clearly seen by this project was the designer's attempt to go for the new habit of seating that had just emerged; especially a peculiar informality of the Carioca behavior, which Sergio was perfectly able to sense and express in his furniture.
 "Oh, the Sheriff Chair! One who has never sat in, will never know what is like.; I am sorry.
In the Sheriff Chair you do not sit in, you loll yourself.
It is a piece of Jacaranda, stripes of leather and pillows that entered to the history of the Brazilian furniture at the same time,
and same intensity, as the Bossa Nova.  As it was also a success outside Brazil,
the comparison between it and the "Girl from Ipanema" and Brasilia was inevitable.
One emblematic cultural fastidiousness that Brazil lived in the Kubitchek's years - when we won two World Cups and invented a different Samba, the magazine "Senhor e o Cinema Novo" - Sherriff was the answer we had to give against the Bauhaus tyranny. A four-leg Garrincha, dribbling the Teutonic rationalism." (Sergio Augusto)


A linha de miniaturas Sergio Rodrigues é concessão da mini:Brasil, que produz e comercializa com exclusividade a
linha dentro do território brasileiro e para o exterior e é protegida pela lei de direitos autorais, sendo passível de sanções
legais tanto na esfera cível como na criminal, servindo o presente termo para afastar qualquer alegação de boa-fé
no uso não autorizado das Peças em questão nos termos do artigo 159 e 1518 do Código Civil.


The Sergio Rodrigues miniature line is produced and commercialized exclusively by mini:Brasil and is protected by patent
laws and legal sanctions under both criminal and civil codes. This serves to discourage any allegations that permission has been given in the use of its pieces under international legislation.